13/12/2017 Undime

Todas as notícias Categorias

Municípios podem aderir à Política de Educação Conectada via Simec

A adesão à Política de Educação Conectada está aberta no Sistema Integrado de Monitoramento Execução e Controle (Simec) no módulo “Educação Conectada”. Objetivo da nova política é universalizar o acesso à internet de alta velocidade nas escolas, a formação de professores para práticas pedagógicas mediadas pelas novas tecnologias e o uso de conteúdos educacionais digitais em sala.

No momento de adesão, as secretarias de educação devem realizar a seleção das escolas e indicar um articulador do Programa que será responsável por atuar, em nível local, na elaboração do diagnóstico e do Plano Local de Inovação da rede. O módulo do Simec está articulado com o módulo do PDDE Interativo, também denominado “Educação Conectada”, para o uso das escolas no que se refere ao Programa.

A política de Educação Conectada, lançada em novembro deste ano, está inserida no âmbito do Programa de Inovação Educação Conectada, instituído por meio do Decreto nº 9.204, de 23 de novembro de 2017, que está em consonância com a estratégia 7.15 do Plano Nacional de Educação.

A inciativa é uma parceria entre os ministérios da Educação e o da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e está dividida em quatro dimensões: visão; formação; recursos didáticos digitais; e infraestrutura, conforme descrição abaixo:

Visão: é orientadora do Programa e deve estimular nos estados e municípios o planejamento da inovação e tecnologia como elementos transformadores da educação, promovendo valores como: qualidade, contemporaneidade, melhoria de gestão e equidade.

Formação: é uma das três dimensões estruturantes da Política, pela qual o MEC disponibilizará materiais, ofertará formação continuada a professores, gestores e articuladores, e, para incluir o componente tecnológico na formação inicial, articulará com instituições de ensino superior.

Recursos Educacionais Digitais: o MEC disponibilizará acesso a recursos educacionais digitais e incentivará a aquisição e a socialização de recursos entre as redes de ensino.

Infraestrutura: estão previstos investimentos para a ampliação do acesso ao serviço de conectividade e para infraestrutura interna e dispositivos que possibilitem o uso da tecnologia em sala de aula.

Até o momento não há um prazo final para realizar a adesão.

Para saber mais sobre a política, acesse aqui o documento, elaborado pelo MEC, com perguntas e respostas.

Dúvidas e/ou informações: cgti@mec.gov.br

Fonte: Undime com informações do MEC

Todas as notícias Todas as categorias